segunda-feira, 26 de setembro de 2011



Quando a gente se encontra em uma determinada situação, às vezes, por mais que ouvimos trocentas pessoas falando algo contrário aquilo, acabamos ignorando por acharmos que "elas não sabem o que estão falando". Venho aqui contar um segredo que talvez ajude futuras au pairs e também outros teimosos como eu a prestarem mais atenção aos sinais que a vida dá, algumas vezes mais conhecidos como amigos.

Quando eu morava em Vermont, recém chegada da terra brasilis e me perguntando por diversas vezes "what the porra I'm doing here?" ,por desconhecer o que realmente esperar dessa nova experiência, me acomodei à rotina que me foi apresentada. Trabalhei sem schedule, passei finais de semana em casa, morei no meio do nada e sem ninguém, fiz das tripas coração pra mostrar o quanto eu era grata por, apesar de toda dificuldade, eu estar onde estava, como uma familia que me tratava bem.

Pois bem, nesse meio tempo ouvi diversas pessoas me questionando o porque de eu estar me sujeitando a tantas privações, sendo que a ideia era ter uma vida diferente da que eu levava no Brasil, ter um ano diferente na minha vida e todo aquele bla bla bla. Fato é que eu não conseguia me ver entrando em rematch e largando aquelas pequenas coisinhas pelas quais eu tinha me apaixonado e uma família que ao menos me dava o mínimo que muita au pair por ai não tem.

A questão é que, se na época eu tivesse a visão que eu tenho hoje, as coisas seriam bem diferentes. Talvez tivessem sido melhores, talvez eu acabasse dando um tiro no pé, talvez... eu teria feito tudo de novo. Mas como dizem, "existem males que vem para o bem" e se a premissa for verdadeira mesmo, estou bem melhor agora. E mesmo estando melhor, não está bom...

O segundo ano de au pair, se vc realmente não tiver um objetivo claro e bem definido do pq vc está se sujeitando a todas aquelas coisas que vc não tem mais o menor saco, como ter que conviver com uma host family, receber salário de au pair, viver numa casa/quarto que é sua/seu e não poder fazer o que vc quiser pq na verdade não é seu, ter que dar satisfações pra gente que não é nada sua, enfim, só que está no segundo ano pra saber o que to dizendo. Tá sendo difícil esse ano aqui, ficar ao menos 1 dia sem pensar no Brasil, ver as coisas acontecendo e morrer de vontade de estar lá vivenciando aquilo...

"Never regret something that once made you smile"
Postado por Suellen segunda-feira, setembro 26, 2011 3 comentários

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

3 comentários:

Nuba disse...

Acho que vc disse tudo numa frase so:
"Never regret something that once made you smile"
E sei que eh clichê, mas nada eh por acaso, nao sei quais sao seus objetivos para seu segundo ano, mas tire o melhor qu puder disso. -)

Vanessa disse...

Como vc mesma disse, é preciso ter um objetivo e ao mesmo tempo muita coragem para viver "tudo novo de novo", ainda mais depois de ir voltar para o Brasil, estar na sua casa, com a sua família. Mas não se esqueça porque vc quis ficar mais um ano e boa sorte, que tudo fique bem de novo.

Vanessa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
  • RSS
  • Delicious
  • Digg
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Youtube

Tags

família application au pair agência cultural care faculdade ligação host family match online creche crianças viagem blog dúvidas meses novidades partida visto ano novo chegada despedida espera feeling inglês presentes segundo ano GAP aniversário cabelos carro compras desânimo feelings. schedule fim formatura frança férias last time lista merda mestrado perguntas processo vida Brasil Natal US acidente agencia agradecimentos amor angústias atualização ausência blog viagem blogger burrice cachos calor candidaturas carta check-list ciclos circo começo confusing consultas contato conversa crise depressões detalhes dia dia-a-dia dirigir dispensada documentos dor driving emails embarque emergência entrega entrevista escolhas esmaltes estrangeiro estágio europa experiência extensao exterior extranet fantasia fases do processo fazer mala feelings ferias fist post flashback flight flores gastos ginecologia guia do estrangeiro halloween horas de experiência host mom hostfamilies ideia imaginação inverno kit embarque lccs livro login mala meeting mente mico mimos morte mudança mudanças música nada neve notre-dame novo blog nível de inglês olimpíadas otimismo pagamento palestra pasaporte passado passaporte pensamento pensamentos personal letter pid planejamento planned parenthood planos posts primavera problemas promoção páscoa pérolas regras renovação respeito respostas resumo sentimentos site sonho superação teste teste de inglês to be or not to be trabalho training school travel guides trânsito usa vergonha vermont viagem com a família video visita voltando últimos momentos